Sífilis 

Doença sexualmente transmissível pela bactéria espiroqueta conhecida como Treponema pallidum. Há muito controlada retorna em dias atuais pela falta de prevenção em relacionamentos sexuais.Tem importância diagnóstica por comprometer o sistema levando o paciente ao óbito se não tratada. A inoculação da bactéria é por contato direto de mucosas infectadas sejam bucais, genitais ou anais por onde podem ser observadas as lesões clínicas. Outra forma de contaminação é através de sangue contaminado, como em transfusões ou uso de seringas compartilhadas entre indivíduos infectados.

CASO CLÍNICO: Paciente com 54 anos compareceu ao consultório com queixa de lesões em boca, doloridas havia 07 dias.

Ao exame físico geral notava-se prostração e fraqueza por etilismo crônico. Ao exame físico intrabucal placas nodulares em borda lateral de língua bilateralmente, doloridas, elevadas medindo 20mm de diâmetro .  Diagnóstico: sífilis secundária.

Placa mucosa da sífilis Dra.Dulce Helena
Estomatologista

Placa mucosa da sífilis .
Dra.Dulce Helena
Estomatologista

Referência: ATLAS de Estomatologia- casos clínicos capítulo 6